Dor no Joelho

Tendinopatia (tendinite) de joelho (Foto inicial)

O que é?

A dor nos joelhos é uma das queixas mais comuns em clínicas e consultórios. A intensidade da dor pode variar de acordo com o tipo de lesão, tempo de duração e estruturas acometidas. As queixas principais relacionadas a esta articulação, quando não associadas a traumas podem ser: síndrome da dor femoropatelar, condromalácea, artrose de joelho, tendinites e tendinopatias. É muito importante que o paciente procure auxílio de um fisioterapeuta ou médico se os sintomas persistirem por algumas semanas. Entretanto, quando há suspeita de lesões mais sérias ou quando há uma lesão traumática, o atendimento deve ser o mais rápido possível para uma investigação detalhada de prováveis lesões ligamentares, meniscais ou até mesmo fraturas.

Causa
Excluindo as causas traumáticas, as quais não podem ser evitadas, praticamente todas as lesões atraumáticas e degenerativas podem ser minimizadas ou até mesmo evitadas com uma melhora do gesto esportivo, correção da biomecânica e prevenção de sobrecarga.

Sintomas

As dores no joelho são semelhantes a pontadas, câimbras, dores agudas, como se tivesse algo pontiagudo perfurando a pele, entre outras.

Diagnóstico e exames

Pode ser feito um exame físico, com atenção especial aos joelhos, quadril, pernas e outras articulações. Além disto, o fisioterapeutas ou médico deverá levantar o histórico da dor do paciente.

Tratamento
Obviamente, o tratamento na Fisioterapia vai depender da causa, diagnóstico, estrutura acometida e tempo de lesão. Entretanto, de uma forma geral, o tratamento conservador baseia-se em diminuição da dor, edema e inflamação (recursos de Eletrotermofototerapia, terapia manual e liberação miofascial), ganho de força muscular e flexibilidade (exercícios de fortalecimento, alongamento, terapia manual), melhora da performance por correções biomecânicas, melhora da propriocepção por treinamento sensório-motor e retorno gradual à atividade física.